Pular para o conteúdo principal

JUIZ FEDERAL ASSEGURA QUE LOGO LOCALIZARÃO A TODOS OS PAIS DEPORTADOS SEM SEUS FILHOS

O juiz Dana Sabraw diz que eles terão o direito de repatriar seus filhos ou renunciar a isso.

O juiz federal Dana Sabraw disse hoje que "em breve" os pais deportados serão localizados após terem sido separados de seus filhos na fronteira, para que avisem ao governo se pedirão a repatriação da criança ou se renunciarão a esse direito.

Sabraw, que preside os processos de ação de três coletivas propostas em nome dos pais e das crianças separadas na fronteira, previu que uma vez que se conheça os interesses de todos os interessados prosseguirá o acompanhamento do processo para garantir que eles sejam cumpridos com maior brevidade.

Scott Stewart, um advogado do Departamento de Justiça (DOJ em Inglês), afirmou por sua parte que o processo tem sido positiva e concordou que ele pode localizar todos os membros da ação de classe, em sua maioria repatriados para Honduras, Guatemala e El Salvador.

Das centenas de pais que foram afetados por esta situação, o paradeiro de cinco é desconhecido, embora os advogados da American Civil Liberties Union (ACLU), que os representam, disseram ter confiança de que eles serão encontrados, segundo deu a entender em uma audiência realizada na corte de San Diego, Califórnia.

Ainda assim, cerca de 15 pais não comunicaram as autoridades se eles pedirão a transferência de seu filho para o país onde estão ou se renunciarão ao seu direito ao repatriamento, para que as crianças possam ficar com um parente ou lutar pelo seu caso de asilo nos Estados Unidos .

A Administração Donald Trump reuniu com seus pais 2.363 das 2.654 crianças de quem assumiu a custódia na fronteira. Do grupo restante, cerca de 175 menores não retornarão com seus pais, uma vez que renunciaram a essa opção, conforme detalhado em um relatório apresentado pelo governo.

Recentemente, o juiz Sabraw preliminarmente aprovou um acordo alcançado entre a Administração ea ACLU que resolveria os três demandas coletivas em nome de imigrantes em troca de eles reconsiderarem os seus pedidos de asilo político.

No entanto, tanto a ACLU quanto outros grupos jurídicos que representam esse grupo de famílias, insistiram hoje que o plano seja implementado imediatamente e não espere pela aprovação final, prevista para meados de novembro.

Os advogados observaram que cerca de 60 imigrantes mantidos em um centro de detenção estão prontos para receber as orientações necessárias para a entrevista com os agentes de imigração, o que deve ser feito.

Os advogados do governo federal mantiveram sua oposição à proposta, citando preocupações "legais, práticas e eqüitativas", acelerando um plano que deveria começar no próximo mês.

Ainda assim, eles insistiram que o processo já começou "na medida adequada" e que estão prontos para trabalhar com os demandantes para implementá-lo.

Sabraw insistiu em mais de uma ocasião que não prevê qualquer objeção ao acordo, porque não vê impedimento para que se adiante o processo, por insistência do Governo de respeitar o prazo original para o chamado "acordo voluntário".

Embora o juiz não tenha tomado uma decisão, ele anunciou que emitirá uma ordem "o mais rápido possível", que será "conciso e direto ao ponto".

Ao contrário da primeira fase do litígio, quando o governo foi solicitado a apresentar um relatório a cada semana, seguido de uma audiência no tribunal federal, Sabraw pediu que fossem publicados a cada quinzena.

O juiz disse estar esperançoso de que no próximo relatório haverá notificação de todos os pais que foram deportados sem seus filhos.

Em agosto passado, o juiz Dana Sabraw decidiu manter a suspensão temporária das deportações de famílias de imigrantes reunificadas, a fim de proporcionar uma oportunidade para os menores também apresentarem pedidos de asilo.


Law Office of Witer DeSiqueira

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VISTO PARA TRATAMENTO MÉDICO NOS EUA

10 06 2015 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE IMIGRAÇÃO PARA OS EUA
P - [FERNANDO]
BOM DIA,
EU E MINHA ESPOSA JA MORAMOS ILEGALMENTE NA FRANÇA E NA INGLATERRA DURANTE 5 ANOS.
EU JA FUI IMPEDIDO DE ENTRAR NA INGLATERRA EM 2003,
E MINHA ESPOSA JA FOI DEPORTADA DA FRANÇA.
GOSTARIA DE SABER SE ISSO AFETA DE FORMA NEGATIVA PARA CONSEGUIRMOS O VISTO DE TURISTA PARA OS EUA ??
SE OS EUA TEM ASCESSO AO NOSSO HISTORICO IMIGRATORIO, EM OUTROS PAISES.
SE TEMOS CHANCE DE CONSEGUIR O VISTO OU SE POR ESTES MOTIVOS ESTAMOS IMPEDIDOS DE CONSEGUIR O VISTO ??
DESDE JA AGRADEÇO. R – [LAW OFFICES OF WITER DESIQUEIRA] Olá Fernando, Obrigada por nos contatar. Não temos conhecimento de que os EUA compartilham informações sobre imigrantes ilegais com a França e a Inglaterra.  Sabemos que isso acontece com Canadá, Bahamas, Panamá, Porto Rico, Austrália e Nova Zelândia. Mas o que poderá aumentar suas chances de conseguir um visto de turista é comprovar renda e vínculos fortes com o Brasil. Mas se sua intenção é imigrar, existem vário…
PERGUNTAS E DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE IMIGRAÇÃO E VISTOS

COMO TRANSFERIR UM VISTO DE TURISTA PARA O VISTO DE ESTUDANTE? ESTANDO MATRICULADO EM UMA ESCOLA LÁ, FACILITA?R – Se a intenção é ir para estudar o correto é já sair daqui com o Visto de Estudante (F-1). Lá é possível fazer essa alteração de status sim, porém pode ser negado alegando fraude, ou seja, entraram com um visto de turista já com a intenção de ficar. QUAL A BUROCRACIA PARA SE MATRICULAR EM UM COLLEGE?R – Para se matricular num college deve apresentar o certificado e o histórico de conclusão do segundo grau traduzidos por tradutor juramentado, apresentar um sponsor (responsável) que comprove renda suficiente para mantê-lo nos EUA estudando, uma vez que, pela lei americana um estudante só pode trabalhar 20horas por semana. QUAL DOS DOIS É O “MELHOR” VISTO, CASO ENCONTREM A GENTE TRABALHANDO E ESTUDANDO DENTRO DO PAÍS?R – O visto de turista não dá direito nem a estudar, nem a trabalhar. O visto …