Pular para o conteúdo principal
GOLPE FORTE EM TRUMP: O JUIZ ORDENA REUNIR FAMÍLIAS DE IMIGRANTES SEPARADOS DENTRO DE 30 DIAS.

Um juiz em San Diego deu ao governo de Donald Trump 30 dias para juntar pais e filhos de migrantes separados na fronteira.

Golpe duro para Donald Trump e sua forte política de imigração.

Um juiz da Califórnia, nos Estados Unidos, ordenou às autoridades daquele país que reunissem em um prazo de 30 dias as mais de 2.300 crianças migrantes que foram separadas de seus pais depois de atravessarem a fronteira com o México desde o começo de maio.

O magistrado emitiu o pedido na terça-feira em resposta a uma queixa sobre as separações causadas pela política de "tolerância zero" aplicada pelo governo de Donald Trump com os indocumentados.

Por sua vez, 17 estados dos EUA, entre os quais Washington, Nova York e Califórnia, processaram a Administração dos EUA por essas separações.

A ordem de terça-feira foi emitida por Dana Sabraw, um juiz federal em San Diego.

A autora é a American Civil Liberties Union (ACLU) em nome de uma mãe que foi separada de sua filha de 6 anos quando ela chegou aos Estados Unidos no ano passado.

Os documentos apresentados pela ACLU incluem vários depoimentos de pais que não conseguiram localizar ou se comunicar com seus filhos após serem separados por agentes de fronteira.

Sabraw ordenou que o governo reunisse os menores de 5 anos com seus pais em 14 dias e os mais velhos que essa idade em 30 dias.

A demanda dos estados.

Quanto ao processo contra o governo Trump, registrado por 17 estados, foi apresentado em um tribunal em Seattle, Washington.O presidente Trump assinou uma ordem executiva na semana passada prometendo "manter as famílias (de imigrantes detidos) juntos".Mas a ação alega que essa ordem não dita o fim das separações familiares e não diz nada sobre reunir famílias que já estavam separadas.

Os estados envolvidos incluem Massachusetts, Washington, Nova York, Califórnia, Delaware, Iowa, Illinois, Maryland, Minnesota, Nova Jersey, Novo México, Carolina do Norte, Oregon, Pensilvânia, Rhode Island, Vermont e Virgínia, além do Distrito de Columbia. .Esses estados buscam uma ordem judicial declarando as separações "contrárias à Constituição" e, portanto, forçam a reunir as famílias separadas e a pôr fim a essa prática, o que elas chamam de "afronta" ao interesse em manter os padrões de cuidado com menores e a preservação das relações entre pais e filhos.
Depressão e comportamento suicida.

A procuradora-geral de Nova York, Barbara Underwood, disse em um comunicado a imprensa que as crianças migrantes mantidas naquela cidade tinham que ser tratadas por depressão e comportamento suicida.

"Tirando as crianças dos pais e enviando-as a centenas de quilômetros de distância, a administração Trump já lhes causou um trauma imensurável e, ao mesmo tempo, minou os interesses fundamentais de Nova York de proteger sua saúde, segurança e bem-estar", ela assegurou.

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, alertou imigrantes sem documentos em uma entrevista coletiva no Brasil na terça-feira para não "arriscar a vida de seus filhos" tentando entrar ilegalmente em seu país.

Ele disse que tinha uma mensagem "direto do coração" para aqueles que planejam uma viagem aos Estados Unidos: "Se você não pode vir legalmente, não venha de jeito nenhum".

O Escritório de Reassentamento de Refugiados (ORR) do Departamento de Saúde dos EUA confirmou na terça-feira que 2.047 crianças migrantes estavam sob sua tutela.

Os menores foram enviados para celas de detenção, armazéns reconvertidos, tendas no deserto ou lares adotivos em todo o país.

O diretor da ORR, Scott Lloyd, se recusou a dizer se sua instituição ainda está recebendo crianças migrantes separadas de suas famílias.

Na segunda-feira, o chefe da segurança na fronteira dos EUA disse à imprensa no Texas que, temporariamente, ele havia parado de apresentar acusações criminais contra aqueles que entraram no país de forma irregular acompanhados por seus filhos.

O comissário de Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP, na sigla em inglês), Kevin McAleenan, disse que isso foi feito para seguir as ordens de Trump, embora o que o presidente havia sugerido fosse parar as famílias juntas.


Law Offices of Witer DeSiqueira

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerada uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O FACEBOOK ESTARIA "AJUDANDO" O ICE A RASTREAR IMIGRANTES INDOCUMENTADOS NOS EUA

Relatório revela que a agência de controle de imigração monitora os movimentos dos indocumentados através da rede social As autoridades federais de imigração não só têm o poder de lhe pedir informações sobre sua conta do  Facebook no momento da entrada nos Estados Unidos, mas nos bastidores, tem uma equipe que monitora os movimentos dos indocumentados através da rede. O site Intercept, que em certa época serviu de plataforma para informações divulgadas pelo ex-funcionário da CIA Edward Snowden, revelou que o Serviço de Imigração e Alfândega (ICE) usa dados do Facebook para rastrear e localizar imigrantes indocumentados. O relatório é baseado em e-mails e documentos da agência que mostram o alcance do governo na interceptação de suspeitos. O relatório refere-se ao caso de um imigrante no Novo México, do qual os agentes conseguiram obter dados como: quando acessaram sua conta e os endereços IP onde ini…
10 06 2015 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE IMIGRAÇÃO PARA OS EUA
P - [FERNANDO]
BOM DIA,
EU E MINHA ESPOSA JA MORAMOS ILEGALMENTE NA FRANÇA E NA INGLATERRA DURANTE 5 ANOS.
EU JA FUI IMPEDIDO DE ENTRAR NA INGLATERRA EM 2003,
E MINHA ESPOSA JA FOI DEPORTADA DA FRANÇA.
GOSTARIA DE SABER SE ISSO AFETA DE FORMA NEGATIVA PARA CONSEGUIRMOS O VISTO DE TURISTA PARA OS EUA ??
SE OS EUA TEM ASCESSO AO NOSSO HISTORICO IMIGRATORIO, EM OUTROS PAISES.
SE TEMOS CHANCE DE CONSEGUIR O VISTO OU SE POR ESTES MOTIVOS ESTAMOS IMPEDIDOS DE CONSEGUIR O VISTO ??
DESDE JA AGRADEÇO. R – [LAW OFFICES OF WITER DESIQUEIRA] Olá Fernando, Obrigada por nos contatar. Não temos conhecimento de que os EUA compartilham informações sobre imigrantes ilegais com a França e a Inglaterra.  Sabemos que isso acontece com Canadá, Bahamas, Panamá, Porto Rico, Austrália e Nova Zelândia. Mas o que poderá aumentar suas chances de conseguir um visto de turista é comprovar renda e vínculos fortes com o Brasil. Mas se sua intenção é imigrar, existem vário…

VISTO H2B - NOVA OPORTUNIDADE DE TRABALHO NOS EUA