Pular para o conteúdo principal

ECONOMIA AMERICANA CRIOU 223 MIL EMPREGOS EM MAIO

O Presidente Trump twittou sobre o relatório dizendo que estava ansioso pelos números.
A economia dos EUA acrescentou 223.000 empregos robustos no mês de maio, segundo dados divulgados sexta-feira pelo Departamento do Trabalho. A taxa de desemprego caiu ligeiramente para 3,8%. Os números foram eclipsados no início da manhã de sexta-feira por um tweet presidencial que quebra uma regra federal.
O crescimento dos salários continuou a ser um ponto crítico no relatório de empregos principalmente positivos, com o pagamento por hora em apenas 2,7% em relação ao ano anterior. Mas com a inflação em pouco mais de 2%, os trabalhadores mal sentem qualquer aumento líquido. A atual taxa de crescimento dos salários é quase a metade do que seria esperado com uma taxa de desemprego tão baixa.
O Federal Reserve, que se reúne em 12 e 13 de junho, foi confundido pela falta de crescimento dos salários e vai acompanhar de perto o número de maio, a fim de pesar as opções para medidas inflacionárias. O Fed observou nesta semana que "os aumentos salariais permaneceram modestos na maioria dos distritos", mas ainda deve aprovar um aumento em sua taxa básica de juros na reunião de junho do Comitê Federal de Mercado Aberto.
"Uma das maneiras pelas quais os salários sobem em conjunto é que as pessoas mudam de emprego", disse Lewis Alexander, principal economista americano da Nomura, à CNBC. "O volume de negócios no mercado de trabalho é baixo - o volume de negócios é importante".
O presidente Donald Trump, que provavelmente viu o relatório mensal do Bureau of Labor Statistics na noite passada, deu um sinal antecipado dos números positivos em um tweet na sexta-feira de manhã antes do anúncio oficial.
Não é costume que um presidente faça menção antecipada dos números cruciais, pois tal ação poderia enviar sinais ao mercado. Mas Trump é Trump!
Com um desemprego tão baixo, pode-se esperar que o ritmo das contratações diminua à medida que a força de trabalho cresce e todos os empregos disponíveis são preenchidos - mas os números de maio são uma indicação firme de que a economia continua trancada em um crescimento recorde, com as empresas claramente adicionando empregos para o 92º mês consecutivo.
Wall Street estava animada na manhã de sexta-feira, com o Dow Jones definido para abrir em um ganho de três dígitos. Os investidores ainda estavam digerindo o tiro de quinta-feira pela equipe comercial do governo Trump, depois que o secretário de Comércio Wilbur Ross anunciou que os EUA estariam taxando as importações de aço e alumínio de três de seus parceiros comerciais mais próximos, UE, México e Canadá.

Law Offices of Witer DeSiqueira



OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O FACEBOOK ESTARIA "AJUDANDO" O ICE A RASTREAR IMIGRANTES INDOCUMENTADOS NOS EUA

Relatório revela que a agência de controle de imigração monitora os movimentos dos indocumentados através da rede social As autoridades federais de imigração não só têm o poder de lhe pedir informações sobre sua conta do  Facebook no momento da entrada nos Estados Unidos, mas nos bastidores, tem uma equipe que monitora os movimentos dos indocumentados através da rede. O site Intercept, que em certa época serviu de plataforma para informações divulgadas pelo ex-funcionário da CIA Edward Snowden, revelou que o Serviço de Imigração e Alfândega (ICE) usa dados do Facebook para rastrear e localizar imigrantes indocumentados. O relatório é baseado em e-mails e documentos da agência que mostram o alcance do governo na interceptação de suspeitos. O relatório refere-se ao caso de um imigrante no Novo México, do qual os agentes conseguiram obter dados como: quando acessaram sua conta e os endereços IP onde ini…

VISTO H2B - NOVA OPORTUNIDADE DE TRABALHO NOS EUA

10 06 2015 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE IMIGRAÇÃO PARA OS EUA
P - [FERNANDO]
BOM DIA,
EU E MINHA ESPOSA JA MORAMOS ILEGALMENTE NA FRANÇA E NA INGLATERRA DURANTE 5 ANOS.
EU JA FUI IMPEDIDO DE ENTRAR NA INGLATERRA EM 2003,
E MINHA ESPOSA JA FOI DEPORTADA DA FRANÇA.
GOSTARIA DE SABER SE ISSO AFETA DE FORMA NEGATIVA PARA CONSEGUIRMOS O VISTO DE TURISTA PARA OS EUA ??
SE OS EUA TEM ASCESSO AO NOSSO HISTORICO IMIGRATORIO, EM OUTROS PAISES.
SE TEMOS CHANCE DE CONSEGUIR O VISTO OU SE POR ESTES MOTIVOS ESTAMOS IMPEDIDOS DE CONSEGUIR O VISTO ??
DESDE JA AGRADEÇO. R – [LAW OFFICES OF WITER DESIQUEIRA] Olá Fernando, Obrigada por nos contatar. Não temos conhecimento de que os EUA compartilham informações sobre imigrantes ilegais com a França e a Inglaterra.  Sabemos que isso acontece com Canadá, Bahamas, Panamá, Porto Rico, Austrália e Nova Zelândia. Mas o que poderá aumentar suas chances de conseguir um visto de turista é comprovar renda e vínculos fortes com o Brasil. Mas se sua intenção é imigrar, existem vário…