Pular para o conteúdo principal

ATIVISTAS COMEMORAM QUE A SUPREMA CORTE NÃO AGIU SOBRE OS “DREAMERS”

Eles descreveram como uma "vitória" a decisão de manter de lado a questão do Programa de Migração de Ação Diferida (DACA).

Grupos de direitos humanos dos migrantes comemoraram nesta terça-feira "vitória" a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos de ficar fora de batalhas judiciais sobre o cancelamento do Programa de Ação Diferida (DACA) e pediu ao Congresso uma solução para os "dreamers"

"É uma boa notícia, uma pequena vitória, mas sabemos que legalmente tudo pode acontecer. No futuro, o Supremo Tribunal Federal poderia mudar a sua decisão, mas por agora parece que eles decidiram dar tempo para o Congresso e a Casa Branca para resolver o problema do DACA", disse Cesar Vargas, co-fundador da Dream Action Coalition.

Enquanto isso centenas dos 690.000 jovens imigrantes indocumentados que entraram no país alguns ainda crianças amparados por este programa criado pelo ex-presidente Barack Obama em 2012 podem renovar as suas autorizações de residência e de trabalho até pelo menos o final deste ano, disse Vargas.

O governo do presidente Donald Trump pediu em novembro, ao Supremo Tribunal para avaliar três casos, a fim de cancelar o DACA, mas o tribunal rejeitou na terça-feira o fazer, no entanto, a decisão ainda vai depender de vários tribunais inferiores.

Portanto, Vargas não descarta que Trump continuara a sua pressão sobre o Supremo para analisar o caso do DACA, especialmente se chegar a um acordo com os democratas para reabrir a administração.

Este fim de semana, Trump propôs fornecer três anos de proteção para os jovens com DACA e pessoas com Status de Proteção Temporária (TPS), beneficiando mais de 430.000 imigrantes, dos quais cerca de 350.000 são centro-americanos, em troca de fundos para a construção do muro na fronteira com o México.

Mas essa proposta foi rejeitada pela liderança e organizações democráticas que trabalham em favor dos "dreamers".

"A decisão de hoje nos dá um pouco de ar para respirar e esperar para ver o que vem a seguir nos próximos meses, mas sabemos que, sob este governo tudo pode acontecer. Acho que devemos começar com a adopção da legislação 'Dream Act', que iria conceder um caminho para a cidadania para todos os dreamers", disse Vargas.

Todd Schulte, presidente da FWD.us, organização pró-imigrante, co-fundada pelo CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, descreveu como decisão "sábia" do Suprema Corte não ouvir argumentos sobre o DACA no momento.

"Não há nenhuma razão para que o Tribunal considere estes casos, neste momento, em um prazo acelerado e antes de muitos tribunais inferiores terem a oportunidade de analisar os casos", disse Schulte, que descreveu o programa DACA como "sucesso incrível".

Ele disse que dúvida de que este governo poderia tomar medidas extraordinárias para terminar o programa, por isso pediu ao Congresso para aprovar proteção permanente para "dreamers".

Karina Ruiz, presidente da Coalizão do Dream Act no Arizona, disse que o Supremo Tribunal entende que esta é uma "questão complexa" e que, com esta decisão, quer "esperar e ver que decisão" pode tomar o novo Congresso, onde Os democratas controlam a Câmara dos Representantes e os republicanos o Senado.

Na sua opinião, a proposta mais recente de Trump para conceder apenas três anos a mais para o DACA é um "insulto" para a comunidade imigrante e que "não resolve o problema" e só pensa em cumprir sua promessa de campanha para construir o muro fronteiriço.

Para ela, agora mais do que nunca é preciso pressionar o Congresso para uma solução "real" e "permanente" para os "dreamers" ser aprovada.


Law Office of Witer DeSiqueira

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O FACEBOOK ESTARIA "AJUDANDO" O ICE A RASTREAR IMIGRANTES INDOCUMENTADOS NOS EUA

Relatório revela que a agência de controle de imigração monitora os movimentos dos indocumentados através da rede social As autoridades federais de imigração não só têm o poder de lhe pedir informações sobre sua conta do  Facebook no momento da entrada nos Estados Unidos, mas nos bastidores, tem uma equipe que monitora os movimentos dos indocumentados através da rede. O site Intercept, que em certa época serviu de plataforma para informações divulgadas pelo ex-funcionário da CIA Edward Snowden, revelou que o Serviço de Imigração e Alfândega (ICE) usa dados do Facebook para rastrear e localizar imigrantes indocumentados. O relatório é baseado em e-mails e documentos da agência que mostram o alcance do governo na interceptação de suspeitos. O relatório refere-se ao caso de um imigrante no Novo México, do qual os agentes conseguiram obter dados como: quando acessaram sua conta e os endereços IP onde ini…
10 06 2015 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE IMIGRAÇÃO PARA OS EUA
P - [FERNANDO]
BOM DIA,
EU E MINHA ESPOSA JA MORAMOS ILEGALMENTE NA FRANÇA E NA INGLATERRA DURANTE 5 ANOS.
EU JA FUI IMPEDIDO DE ENTRAR NA INGLATERRA EM 2003,
E MINHA ESPOSA JA FOI DEPORTADA DA FRANÇA.
GOSTARIA DE SABER SE ISSO AFETA DE FORMA NEGATIVA PARA CONSEGUIRMOS O VISTO DE TURISTA PARA OS EUA ??
SE OS EUA TEM ASCESSO AO NOSSO HISTORICO IMIGRATORIO, EM OUTROS PAISES.
SE TEMOS CHANCE DE CONSEGUIR O VISTO OU SE POR ESTES MOTIVOS ESTAMOS IMPEDIDOS DE CONSEGUIR O VISTO ??
DESDE JA AGRADEÇO. R – [LAW OFFICES OF WITER DESIQUEIRA] Olá Fernando, Obrigada por nos contatar. Não temos conhecimento de que os EUA compartilham informações sobre imigrantes ilegais com a França e a Inglaterra.  Sabemos que isso acontece com Canadá, Bahamas, Panamá, Porto Rico, Austrália e Nova Zelândia. Mas o que poderá aumentar suas chances de conseguir um visto de turista é comprovar renda e vínculos fortes com o Brasil. Mas se sua intenção é imigrar, existem vário…

VISTO PARA TRATAMENTO MÉDICO NOS EUA