Pular para o conteúdo principal

É SEGURO VIAJAR COM UM VISTO VENCIDO OU SEM STATUS EM VOOS DOMÉSTICOS NOS ESTADOS UNIDOS?

Muitos advogados consideram que o risco não vale a pena, embora em pontos de revisão interna não haja verificação de visto, apenas cartões de identificação.
Você pode viajar em voos domésticos dentro dos Estados Unidos nesta época de Trump com um visto vencido ou sem status de imigração?
A resposta é sim e, segundo alguns advogados, é melhor não correr riscos.
Tudo depende de onde você viaja e de quem possa lhe fazer perguntas neste voo.
Jaime Ruiz, porta-voz da Agência de Controle de Fronteiras e Alfândega (CBP) do sul da Califórnia, disse que os oficiais do uniforme azul que normalmente estão na área internacional do aeroporto não solicitam documentação sobre voos domésticos.
"Nossa área de atuação é o porto de entrada do país", disse Ruiz. "A única vez que você pode nos ver em outra área do aeroporto é se outra agência de segurança nos pedir ajuda, e isso é extremamente raro”.
Muitos se lembrarão de que no ano passado a presença de dois agentes do CBP solicitando identificação na partida de um voo doméstico de São Francisco para Nova York causou alarme generalizado.
O CBP então alegou que eles estavam procurando por alguém específico, que não estava naquele voo, afinal.
Poucos meses depois, a União das Liberdades Civis da ACLU entrou com uma ação contra o CBP e o governo dos EUA, em nome de nove passageiros que alegaram violações de seus direitos constitucionais durante aquela atividade.
A demanda ainda está pendente.
Ruiz, no entanto, explicou que não há ordem ou nova prática para solicitar documentos sobre voos domésticos.
"Estamos na área internacional e revisamos a imigração e alfândega, já que ambas fazem parte da nossa missão, mas não dos voos domésticos", disse Ruiz.
Isso não convence muitos advogados de imigração e potenciais viajantes, que preferem estar seguros.
Samuel é um jovem equatoriano que veio com um visto de turista que expirou em setembro. Recentemente, Samuel, que mora em Nova Jersey, queria viajar para Miami e perguntou se seria bom viajar de avião com seu passaporte equatoriano e visto vencido.
Mas seu advogado de imigração lhe disse que não era uma boa ideia.
"Eu queria viajar para conhecer um pouco. Em maio estou pedindo o Green card porque meu marido é cidadão", disse Samuel. "Mas agora eu não tenho status e apesar de ter amigos que viajaram e não pediram nada, parece que há sempre um risco".
O advogado de Samuel disse a ele que uma nova lei entrou em vigor em janeiro - o que não é realmente novo, mas está sendo implementado. Esta é a Real ID e requer o uso de cartões de identificação e licenças de motorista estaduais com medidas de alta segurança.
Alguns estados, como Califórnia ou Nova Jersey, ainda não aplicam a lei e obtiveram extensões, mas a Flórida, o Texas e muitos outros estados já exigem essa identificação especial para embarcar em voos domésticos.
Enquanto isso, vários advogados de imigração consultados concordam que sempre há um risco, para uma pessoa sem status atual de imigração, visitar outras localidades onde possam entrar em contato com agentes federais. E isso inclui aeroportos.
O advogado Witer DeSiqueira é da opinião de que não se deve arriscar "Qualquer contato com a polícia pode levar a algo mais complicado", disse o advogado. "Eu recomendaria que eles não viajassem". Mas diz que cada pessoa deve tomar sua própria decisão. "Eu os informo do risco e eles decidem", explicou ele. “Sei que para os indocumentados é importante viajar, mas é importante que saibam que não é isento de riscos, mas nunca diria às pessoas como viver a sua vida”.
Law Offices of Witer DeSiqueira
Colaboração: Pilar Marrero



OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O FACEBOOK ESTARIA "AJUDANDO" O ICE A RASTREAR IMIGRANTES INDOCUMENTADOS NOS EUA

Relatório revela que a agência de controle de imigração monitora os movimentos dos indocumentados através da rede social As autoridades federais de imigração não só têm o poder de lhe pedir informações sobre sua conta do  Facebook no momento da entrada nos Estados Unidos, mas nos bastidores, tem uma equipe que monitora os movimentos dos indocumentados através da rede. O site Intercept, que em certa época serviu de plataforma para informações divulgadas pelo ex-funcionário da CIA Edward Snowden, revelou que o Serviço de Imigração e Alfândega (ICE) usa dados do Facebook para rastrear e localizar imigrantes indocumentados. O relatório é baseado em e-mails e documentos da agência que mostram o alcance do governo na interceptação de suspeitos. O relatório refere-se ao caso de um imigrante no Novo México, do qual os agentes conseguiram obter dados como: quando acessaram sua conta e os endereços IP onde ini…
VIAJANDO PARA OS ESTADOS UNIDOS EM MÍNIMOS DETALHES – PASSANDO PELA IMIGRAÇÃO
Nesta semana, vamos abordar em detalhes, o momento da entrada nos Estados Unidos e a passagem pela Imigração.
Ao aterrissar em solo americano, você estará sujeito às leis daquele país, então deixe lado hábitos que podem ser suspeitos aos olhos deles. Ao chegar na Imigração, você será conduzido para uma das duas filas, a de prescreen, ou dos guichês com agentes do CBP (Customs and Border Protection). Se você for para o prescreen, você colocará sua mão em um aparelho de leitura digital, se pré-aprovado, você está livre para entrar nos EUA e ir direto para a retirada de bagagens. Você poderá negado por diversos motivos, como: falha na leitura das digitais, histórico de frequência na “salinha da imigração”, ou histórico negativo/suspeito nos Estados Unidos. Se for o caso, você será conduzido para o guichê do CBP.
Um agente do CBP é treinado para detectar pessoas e atitudes suspeitas, então perguntas serão feitas a …

VISTO H2B - NOVA OPORTUNIDADE DE TRABALHO NOS EUA