Pular para o conteúdo principal
OS 10 ESTADOS ONDE A PATRULHA DA FRONTEIRA PROCURA IMIGRANTES INDOCUMENTADOS EM ÔNIBUS
A ACLU indica que os policiais perseguem as pessoas pelo tom de pele e sotaque quando falam.
A American Civil Liberties Union (ACLU) pediu que a empresa de ônibus Greyhound pare de ajudar a Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP), mas a empresa não deixará de fornecer suporte para operações em busca de imigrantes indocumentados em ônibus.
Reclamações foram feitas, principalmente de passageiros em Vermont, Califórnia, Washington, Arizona e Michigan, que informaram sobre o embarque de agentes.
"Infelizmente para os passageiros, a Greyhound tem sido cúmplice e escolheu dar acesso à CBP aos seus ônibus e permitir que os agentes assediem e violem os direitos das pessoas a bordo", acusou a ACLU.
A organização indicou que os passageiros têm direitos baseados na Constituição "independentemente do seu status de imigração, perfil racial e prisões e buscas arbitrárias".
Como parte de sua iniciativa, a ACLU mencionou os 10 estados onde houve casos de inspeções e detenções de imigração.
1. Washington (estado) - É relatado que freqüentemente os agentes do PC "intimidam os passageiros com perguntas e pedidos de documentos. Em 2017, os policiais detiveram pelo menos 34 pessoas depois de submeterem mais pessoas aos controles de imigração.
2. Califórnia - Durante anos, agentes tem embarcado em ônibus da Greyhound em Riverside County e interrogam e prendem passageiros. Em janeiro de 2018, a mídia reportou um incidente em Indio, Califórnia, onde "todos os passageiros foram solicitados a provar sua cidadania ou status de imigração". Um caso proeminente foi quando um hispânico começou a gravar o incidente, depois os policiais exigiram duas formas de identificação.
3. Vermont - Em agosto de 2017, os agentes do CBP embarcaram em um ônibus da Greyhound quando este chegou de Boston, na estação White River Junction. "Os agentes não permitiam que ninguém saísse do ônibus, pedindo cidadania aos passageiros e verificando a identificação das pessoas que falavam com sotaque ou não eram brancas".
4. Michigan - Operações de oficiais de imigração são constantes, mas um incidente relatado ocorreu em janeiro de 2018, quando um casal chegou a Detroit em um ônibus e foi parado pela CBP. "Os agentes, sem dar qualquer razão para a parada, questionaram o casal sobre sua condição de imigrante e pediram que apresentassem seus documentos."
5. Nova York - As operações ocorrem principalmente no centro e oeste de Nova York, onde "submete os passageiros a questionamentos agressivos". A ACLU afirma que as manifestações são "destinadas a pessoas de cor e com frequência violam as regras destinadas a assegurar prisões apropriadas, e em muitos casos levou a prisões injustas de pessoas que cumpriram com as leis de imigração".
6. Florida - As operações em janeiro de 2018 foram divulgadas em dois vídeos que se tornaram virais, onde os passageiros da Greyhound são vistos sendo verificados pelos agentes. Em um dos casos, uma mulher adulta idosa jamaicana foi presa, que estava nos EUA para visitar sua neta.
7 a 10. - A ACLU não detalha em casos, mas suas representações no Arizona , New Hampshire , Maine e Texas também alertam sobre revistas de passageiros de unidades da Greyhound.
Como em qualquer outro tipo de operação realizada por agentes de imigração, as recomendações são:
  1. Não tente fugir.
  2. Não minta para agentes de imigração.
  3. Se não estiver detido, pergunte se você pode sair e se retirar lentamente.
  4. Em caso de parada, peça permissão para fazer uma ligação e chame um advogado.

Law Offices of Witer DeSiqueira
Fonte: laopinion.com


OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VISTO PARA TRATAMENTO MÉDICO NOS EUA

10 06 2015 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE IMIGRAÇÃO PARA OS EUA
P - [FERNANDO]
BOM DIA,
EU E MINHA ESPOSA JA MORAMOS ILEGALMENTE NA FRANÇA E NA INGLATERRA DURANTE 5 ANOS.
EU JA FUI IMPEDIDO DE ENTRAR NA INGLATERRA EM 2003,
E MINHA ESPOSA JA FOI DEPORTADA DA FRANÇA.
GOSTARIA DE SABER SE ISSO AFETA DE FORMA NEGATIVA PARA CONSEGUIRMOS O VISTO DE TURISTA PARA OS EUA ??
SE OS EUA TEM ASCESSO AO NOSSO HISTORICO IMIGRATORIO, EM OUTROS PAISES.
SE TEMOS CHANCE DE CONSEGUIR O VISTO OU SE POR ESTES MOTIVOS ESTAMOS IMPEDIDOS DE CONSEGUIR O VISTO ??
DESDE JA AGRADEÇO. R – [LAW OFFICES OF WITER DESIQUEIRA] Olá Fernando, Obrigada por nos contatar. Não temos conhecimento de que os EUA compartilham informações sobre imigrantes ilegais com a França e a Inglaterra.  Sabemos que isso acontece com Canadá, Bahamas, Panamá, Porto Rico, Austrália e Nova Zelândia. Mas o que poderá aumentar suas chances de conseguir um visto de turista é comprovar renda e vínculos fortes com o Brasil. Mas se sua intenção é imigrar, existem vário…
PERGUNTAS E DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE IMIGRAÇÃO E VISTOS

COMO TRANSFERIR UM VISTO DE TURISTA PARA O VISTO DE ESTUDANTE? ESTANDO MATRICULADO EM UMA ESCOLA LÁ, FACILITA?R – Se a intenção é ir para estudar o correto é já sair daqui com o Visto de Estudante (F-1). Lá é possível fazer essa alteração de status sim, porém pode ser negado alegando fraude, ou seja, entraram com um visto de turista já com a intenção de ficar. QUAL A BUROCRACIA PARA SE MATRICULAR EM UM COLLEGE?R – Para se matricular num college deve apresentar o certificado e o histórico de conclusão do segundo grau traduzidos por tradutor juramentado, apresentar um sponsor (responsável) que comprove renda suficiente para mantê-lo nos EUA estudando, uma vez que, pela lei americana um estudante só pode trabalhar 20horas por semana. QUAL DOS DOIS É O “MELHOR” VISTO, CASO ENCONTREM A GENTE TRABALHANDO E ESTUDANDO DENTRO DO PAÍS?R – O visto de turista não dá direito nem a estudar, nem a trabalhar. O visto …