Pular para o conteúdo principal

TRUMP NÃO QUER IMIGRANTES DE "PAÍSES SUJOS" E DESENCADEIA TENSÕES DIPLOMÁTICAS

A Casa Branca não negou comentários vulgares ou pediu desculpas.
O presidente Donald Trump tende a regozijar-se com o fato de falar sem filtros e sem "correção política", mas na quinta-feira sua franqueza causou tensões diplomáticas com o Haiti afirmando que os EUA não devem aceitar imigrantes de "países shit hole" (buracos de merda).
Durante uma reunião de porta fechada no escritório oval com líderes do Senado para negociar uma solução para "DACA", Trump reclamou novamente sobre o sistema de imigração e afirmou que os EUA não devem aceitar imigrantes de "países de buracos de merda", uma clara repugnância aos países pobres.
Trump estava chateado quando foi pressionado sobre a reintegração do "Status Temporário Protegido" (TPS), que abrange dez países da Ásia, África e América Latina e que seu governo chegou desmantelar desde o ano passado.
"Por que é que todas essas pessoas dessas terras estão chegando aqui? ... Por que precisamos de mais haitianos?", Afirmou Trump, que também sugeriu que os EUA deveriam incentivar a imigração de países como a Noruega e a Ásia.
O incidente, publicado pela primeira vez pelo jornal Washington Post, ocorreu depois que vários senadores, incluindo o democrata Dick Durbin, proclamaram cortar a "loteria de vistos" ao meio e distribuir os 25 vistos desta quota entre os países abrangidos pelo TPS.
Seu governo começou a desmantelar o "TPS" no ano passado, aumentando o risco de deportação dos mais de 320,000 "Tepesianos", incluindo quase 60 mil haitianos.

Um rosário de controvérsias
Trump abriu no mundo da política questionando seu antecessor, Barack Obama, o primeiro presidente negro na história dos EUA, nasceu no Havaí, alimentando teorias da conspiração do movimento "birther" e “stoking” desde o ressentimento dos brancos contra as minorias.
Ao lançar sua candidatura presidencial em julho de 2015, Trump declarou guerra aos imigrantes e afirmou que o México envia Aos EUA o pior dos seus povos, incluindo "criminosos", "estupradores" e "homens maus" em geral.
Sua campanha equiparou imigrantes indocumentados com criminosos perigosos, e ele usou essa ideia para defender sua política de imigração, que busca eliminar os vistos para o reagrupamento familiar e impôs uma proibição aos imigrantes muçulmanos.

Seus comentários vulgares sobre haitianos e africanos, dizem os especialistas, são a essência do "Trumpismo" e refletem sua falta de compreensão e aceitação de que os imigrantes forjaram este país e, no século 21, são mais vitais do que nunca para sua prosperidade econômica .
O grupo "New American Economy" divulgou um relatório que observou que os imigrantes da África subsaariana ganhavam US $ 55.000 milhões e pagavam quase US $ 15.000 milhões em impostos locais, estaduais e federais.

Casa Branca defende
A Casa Branca não negou os comentários ou ofereceu desculpas, como exigem vários líderes do Congresso.
Um porta-voz da Casa Branca, Raj Shah, defendeu fortemente sua posição contra a "loteria de vistos" e a "imigração em cadeia" que, segundo ele, ameaçam a estabilidade econômica e a segurança nacional dos Estados Unidos. No entanto, os próprios dados econômicos contradizem.
"Certos políticos em Washington preferem lutar por países estrangeiros, mas o presidente Trump sempre lutará pelo povo americano ... ele só aceitará um acordo de imigração que aborda adequadamente o sistema de loteria de vistos e migração em cadeia - dois programas que prejudicam nossa economia e eles permitem que terroristas entrem em nosso país ", disse Shah, nascido em Connecticut de imigrantes de Mumbai.
De acordo com Shah, Trump quer a entrada de "aqueles que contribuem para a nossa sociedade, desenvolvem nossa economia e integram nossa grande nação".
Outros conselheiros da Casa Branca acreditam que as palavras de Trump ressoam com sua base, assim como a controvérsia que ele desencadeou em torno do hino nacional no ano passado.
O comentarista ultraconservador, Ann Coulter, apoiou Trump, embora esta semana ele o acusou de trair sua base, abrindo um diálogo com o Congresso sobre o futuro do "DACA".

Law Offices of Witer DeSiqueira
Fonte eldiariony.com


OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VISTO PARA TRATAMENTO MÉDICO NOS EUA

10 06 2015 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE IMIGRAÇÃO PARA OS EUA
P - [FERNANDO]
BOM DIA,
EU E MINHA ESPOSA JA MORAMOS ILEGALMENTE NA FRANÇA E NA INGLATERRA DURANTE 5 ANOS.
EU JA FUI IMPEDIDO DE ENTRAR NA INGLATERRA EM 2003,
E MINHA ESPOSA JA FOI DEPORTADA DA FRANÇA.
GOSTARIA DE SABER SE ISSO AFETA DE FORMA NEGATIVA PARA CONSEGUIRMOS O VISTO DE TURISTA PARA OS EUA ??
SE OS EUA TEM ASCESSO AO NOSSO HISTORICO IMIGRATORIO, EM OUTROS PAISES.
SE TEMOS CHANCE DE CONSEGUIR O VISTO OU SE POR ESTES MOTIVOS ESTAMOS IMPEDIDOS DE CONSEGUIR O VISTO ??
DESDE JA AGRADEÇO. R – [LAW OFFICES OF WITER DESIQUEIRA] Olá Fernando, Obrigada por nos contatar. Não temos conhecimento de que os EUA compartilham informações sobre imigrantes ilegais com a França e a Inglaterra.  Sabemos que isso acontece com Canadá, Bahamas, Panamá, Porto Rico, Austrália e Nova Zelândia. Mas o que poderá aumentar suas chances de conseguir um visto de turista é comprovar renda e vínculos fortes com o Brasil. Mas se sua intenção é imigrar, existem vário…
PERGUNTAS E DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE IMIGRAÇÃO E VISTOS

COMO TRANSFERIR UM VISTO DE TURISTA PARA O VISTO DE ESTUDANTE? ESTANDO MATRICULADO EM UMA ESCOLA LÁ, FACILITA?R – Se a intenção é ir para estudar o correto é já sair daqui com o Visto de Estudante (F-1). Lá é possível fazer essa alteração de status sim, porém pode ser negado alegando fraude, ou seja, entraram com um visto de turista já com a intenção de ficar. QUAL A BUROCRACIA PARA SE MATRICULAR EM UM COLLEGE?R – Para se matricular num college deve apresentar o certificado e o histórico de conclusão do segundo grau traduzidos por tradutor juramentado, apresentar um sponsor (responsável) que comprove renda suficiente para mantê-lo nos EUA estudando, uma vez que, pela lei americana um estudante só pode trabalhar 20horas por semana. QUAL DOS DOIS É O “MELHOR” VISTO, CASO ENCONTREM A GENTE TRABALHANDO E ESTUDANDO DENTRO DO PAÍS?R – O visto de turista não dá direito nem a estudar, nem a trabalhar. O visto …