Pular para o conteúdo principal

O QUE FAZER SE VOCÊ FOR PARADO EM UM AEROPORTO DOS EUA

Mantenha a calma e verifique com o agente a causa de sua prisão para ajuda específica.

Tenha em mente que um viajante que entra ou sai dos EUA pode ser impedido pelas autoridades de imigração por vários motivos.

Tenha em mente que um oficial de imigração pode decidir pará-lo por uma simples busca aleatória ou mesmo sob suspeita de um crime.

Por exemplo, se alguém vem para os EUA com um visto de visitante B-1 / B-2, mas o oficial suspeite que a pessoa venha realmente para trabalhar nos EUA o agente pode levar a uma "inspeção secundária" em uma sala privada o aeroporto para interrogá-lo.

Da mesma forma, lembre-se de que seu status de imigração é uma variável em uma possível detenção. É por isso que você sempre tem toda a documentação relacionada aos seus vistos de entrada nos EUA para evitar qualquer inconveniente, bem como a documentação de suas extensões de "Green Card".

Lembre-se também de que as acusações criminais, incluindo violações de trânsito e DUI (dirigir alcoolizado), podem estar em uma lista de observação do governo que coloca uma bandeira vermelha em seu nome quando você entra ou sai dos EUA.

Devemos esclarecer que os funcionários CBP e TSA não tem permissão legal para deter qualquer viajante por causa de suas crenças raça, religião, nacionalidade, etnia, gênero ou políticas, mas note que eles têm o direito de recusar a entrada no EUA.

Qual é a primeira coisa que você deve fazer se estiver parado?
Primeiro de tudo, determine se eles estão realmente parando você. "Muitas vezes, as pessoas são livres para seguir, mas entendem mal a orientação", diz Matt Pinsker, um ex-funcionário do Escritório de Assessoria Jurídica da TSA.

"A polícia é treinada para formular perguntas estratégicas e comentários para que as pessoas não percebam que estão livres para sair." A melhor coisa a fazer é perguntar: você está me parando ou posso sair? Se você não pode sair, não entre em apuros", explica Pinsker.

É por isso que os especialistas aconselham abster-se de fazer declarações ou admissões sem primeiro falar com um advogado. Você pode pedir ao oficial da Alfândega e Proteção das Fronteiras (CBP) para explicar por que você está sendo parado.

Os advogados também pedem que você mantenha a calma, mantenha a cordialidade com o agente de imigração, faça contato visual durante o interrogatório e evite fazer piadas.

Certifique-se de que todos os documentos que você transporta, além de e-mails ou mensagens de texto no seu telefone ou laptop, estão consistentes com a sua intenção de entrar no país porque durante seu interrogatório isso pode ser motivo para sua prisão.

Como regra geral, quando sair ou entrar os EUA como imigrante ou portador de "Green Card" levar os números de telefone de pessoas que irão visitar dentro e fora os EUA e até mesmo ter o número de um advogado de imigração.

Lembre-se que se os oficiais de imigração pedir seu dispositivo eletrônico para revisão como o seu celular, tablet ou laptop, inclusive para portadores de "Green Card", você pode se recusar a entregá-los, isso não será motivo para sua detenção, mas ele não irá permitir a sua entrada nos EUA.

O melhor é que, durante sua inspeção secundária ou detenção você entregar seus dispositivos, mas como ACLU recomenda, anote o nome, número de crachá, e agência da pessoa que realizou a busca em seus pertences, para o caso de apresentar uma queixa com este órgão.

Não se esqueça de que você pode contestar sua inscrição e pode até mesmo se recusar a divulgar sua senha e informações de login, mas esteja ciente de que isso provavelmente resultará em uma detenção mais longa ou negação de entrada para um residente permanente ou para um imigrante com visto.

Finalmente, se seu companheiro de viagem for parado por agentes de imigração, fique calmo e entre em contato com um advogado de imigração imediatamente.

Pinsker recomenda enviar as informações por e-mail para o nome e número de telefone do seu parceiro de viagem, pois os funcionários do CBP podem ou não permitir que a pessoa olhe o seu telefone.

Law Offices of Witer DeSiqueira
Fonte: laopinion.com

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O FACEBOOK ESTARIA "AJUDANDO" O ICE A RASTREAR IMIGRANTES INDOCUMENTADOS NOS EUA

Relatório revela que a agência de controle de imigração monitora os movimentos dos indocumentados através da rede social As autoridades federais de imigração não só têm o poder de lhe pedir informações sobre sua conta do  Facebook no momento da entrada nos Estados Unidos, mas nos bastidores, tem uma equipe que monitora os movimentos dos indocumentados através da rede. O site Intercept, que em certa época serviu de plataforma para informações divulgadas pelo ex-funcionário da CIA Edward Snowden, revelou que o Serviço de Imigração e Alfândega (ICE) usa dados do Facebook para rastrear e localizar imigrantes indocumentados. O relatório é baseado em e-mails e documentos da agência que mostram o alcance do governo na interceptação de suspeitos. O relatório refere-se ao caso de um imigrante no Novo México, do qual os agentes conseguiram obter dados como: quando acessaram sua conta e os endereços IP onde ini…
VIAJANDO PARA OS ESTADOS UNIDOS EM MÍNIMOS DETALHES – PASSANDO PELA IMIGRAÇÃO
Nesta semana, vamos abordar em detalhes, o momento da entrada nos Estados Unidos e a passagem pela Imigração.
Ao aterrissar em solo americano, você estará sujeito às leis daquele país, então deixe lado hábitos que podem ser suspeitos aos olhos deles. Ao chegar na Imigração, você será conduzido para uma das duas filas, a de prescreen, ou dos guichês com agentes do CBP (Customs and Border Protection). Se você for para o prescreen, você colocará sua mão em um aparelho de leitura digital, se pré-aprovado, você está livre para entrar nos EUA e ir direto para a retirada de bagagens. Você poderá negado por diversos motivos, como: falha na leitura das digitais, histórico de frequência na “salinha da imigração”, ou histórico negativo/suspeito nos Estados Unidos. Se for o caso, você será conduzido para o guichê do CBP.
Um agente do CBP é treinado para detectar pessoas e atitudes suspeitas, então perguntas serão feitas a …

VISTO H2B - NOVA OPORTUNIDADE DE TRABALHO NOS EUA